COMPARTILHAR
como identificar um projeto problemático
Primeiro de tudo, antes de começarmos, o que é um Projeto Problemático? Veja esse vídeo abaixo para entender melhor.

Sintomas de Projetos Problemáticos

Um projeto bem documentado, realista e alcançável, que tenha suporte e apoio das partes interessadas, reduz suas chances de fracasso. Porém, não basta planejar, é preciso também executar, monitorar e controlar. Portanto, fique atento aos sintomas de projetos problemáticos:

Se há insatisfação por parte dos Stakeholders, cliente internos ou externos, se há falta de envolvimento por parte dos clientes e falta de apoio ou insatisfação de patrocinadores ou gerência sênior.

Se há corte de recursos ou insuficiência na parte financeira, turnover da equipe, recursos materiais reduzidos ou indisponíveis e até mesmo conflitos dentre a equipe.

Se há mudanças grandes ou frequentes no escopo, falta de alinhamento, documentação insuficiente ou inadequada, aumento de informalidades e ineficiência de processos de controle.

Se há desvios significativos no cronograma, violação de marcos importantes e metas contratuais.

Se há desvios grandes de custos ou fluxo de caixa do projeto.

Se há um aumento da exposição a riscos e se o plano de respostas a eles é ineficiente.

Esses e outros sintomas são pouco evidentes até que se tornem críticos. Agora vamos imaginar que, como gerente de projetos, você herdou um projeto problemático. Como proceder?

Recuperar ou Não Recuperar?

A situação é a seguinte: o gerente do projeto anterior abandonou a empresa e a equipe perdeu 25% dos seus membros, dentre eles dois eram críticos para o sucesso do projeto. Além disso, a gerência sênior e o cliente estão profundamente insatisfeitos com o atraso nas entregas (8 meses de atraso) e o aumento nos custos (30% do orçamento total). Considerando que se trata de um grande projeto de construção, os problemas estão afetando a comunidade local e as autoridades governamentais estão questionando a execução da obra.

Sua missão, como novo GP é recuperar o projeto. O que você faz?

  1. Senta e chora.
  2. Enrola o quanto puder, enquanto procura outro emprego.
  3. Diz que é impossível e recusa o projeto.
  4. Aceita o desafio e vê o que dá para fazer.

Não é fácil. Frente a essa pergunta, os gerentes de projetos respondem algo parecido com a alternativa 4. Afinal, manda quem pode, obedece quem tem juízo. Porém, o fato é que nem todo projeto deve ser recuperado. Muitos projetos problemáticos devem ser terminados ou encerrados.

Portanto, o primeiro passo é reunir informações para decidir se o projeto deve continuar ou não. Será que a justificativa de negócio e os benefícios ainda podem ser entregues a um custo de oportunidade razoável?

Muito bem, agora resta saber: Como recuperar um Projeto Problemático?

Vamos descobrir no próximo post. Não perca!