COMPARTILHAR
KanbanFlow gestão ágil de projetos mario trentim

Gerenciar projetos é um grande desafio. Não apenas devido às incertezas e à necessidade de coordenação, mas principalmente porque cada projeto tem particularidades que exigem diferentes técnicas para serem gerenciadas. Neste post, vamos falar de Kanban, uma abordagem utilizada para gerenciar o fluxo de produção que foi adaptada para o gerenciamento de projetos.

Em alguns dos meus projetos, uso Kanban Flow e Trello, duas ferramentas bem interessantes para gerenciar o fluxo de trabalho, pacotes e tarefas. São alternativas mais simples e baratas, como alternativa aos software de gerenciamento de projetos mais sofisticados. Ao adotar uma dessas ferramentas, temos duas opções:

  1. Podemos criar um quadro para cada projeto (Figura 1 e Figura 2)
  2. Podemos criar um quadro para um conjunto de projetos (Figura 3)

Kanban Flow Trentim Project Management

Figura 1 – Kanban para um projeto individual (Exemplo)

É bastante comum encontrar quadros Kanban para projetos individuais. Veja um exemplo de quadro na Figura 2.

kanban_quadro

Figura 2 – Exemplo de Kanban em TI

Todavia, o uso do Kanban também pode ser útil em outros tipos de projetos. No caso de gerenciar conjuntos de projetos, podemos criar quadros (boards) e sub-quadros (sub-boards) em uma hierarquia, conforme descrito em A Ciência por Trás do KanbanIsto é, um board master pode conter vários projetos em diferentes fases (Figura 3).

Screen Shot 2016-01-13 at 11.01.02
Kanban – KanbanFlow

Figura 3 – Kanban para um conjunto de projetos

Na Figura 3, o fluxo corresponde às fases do ciclo de vida definido para projetos em determinada organização. Tudo começa na prospecção de clientes e na elaboração de propostas. Uma vez contratado, passamos para o segundo estágio em que elaboramos um detalhamento chamado de projeto básico. O projeto básico entra em uma fila de prioridade na execução, estacionando em A INICIAR, para que possa ser feito o planejamento detalhado das entregas e do cronograma, bem como demais itens do plano de gerenciamento do projeto. A seguir, temos o estágio de MOBILIZAÇÃO E AQUISIÇÕES, que está minimizado na Figura 3, para que possamos seguir para EM ANDAMENTO. Quando em andamento, podemos criar um board separado para cada projeto, visto que a quantidade de atividades e pessoas envolvidas pode sobrecarregar o board master. Havendo algum tipo de paralisação ou pendência, o projeto fica PENDENTE, caso contrário ele é encerrado.

Subtarefas

Observe que é possível criar sub-tarefas (sub-tasks e itens) para incluir mais informações dos projetos, bem como comentários, prazos e outras informações. Podemos atribuir um responsável para cada projeto ou cada tarefa também, facilitando a organização e a execução.

No video abaixo, Eric Brechner apresenta conceitos de Agile Project Management e o uso do Kanban para gerenciar projetos. Veja também Configurar e Personalizar Ferramentas de Planejamento do Agile Para um Projeto de Equipe.