COMPARTILHAR
Guia PMBOK® 6ª Edição Novidades mario trentim

O Guia PMBOK® chega a sua Sexta Edição! – Por que mudou?

O Guia PMBOK® é considerado um dos principais padrões de gerenciamento de projetos no mundo. A cada 4 ou 5 anos, ele é atualizado para refletir o estado da arte em melhores práticas de gerenciamento de projetos

História do Guia PMBOK®

Guia PMBOK® nasceu a partir de um White Paper publicado no Project Mangement Journal em 1987, e foi considerado apenas um draft do Guia. A primeira edição só foi publicada oficialmente em 1996.

Desde então, ocorreram atualizações: em 2000 (2ª edição), 2004 (3ª edição), 2008 (4ª edição) e 2013 (5ª edição – atualmente em vigor).

O processo de atualização do Guia para a 6ª edição iniciou-se em 2016, e entra em vigor no terceiro ou quarto trimestre de 2017 quando for publicado oficialmente.

A grande mudança na 5ª edição foi a inclusão de uma nova área do conhecimento: Gerenciamento das Partes Interessas (Stakeholders).

O Guia PMBOK® 6a Edição

O Guia PMBOK® amadureceu ainda mais em termos de consistência, nomenclatura dos processos, entradas, saídas, ferramentas e técnicas, bem como o alinhamento com outras normas.

O que mais chama a atenção no Guia PMBOK® 6a Edição são as práticas ágeis, a ênfase no conhecimento de negócios e requisitos.

Na minha opinião, essas mudanças seguem o curso adotado pelo Project Management Institute em construir uma abordagem holística de gestão. Observando as demais publicações do PMI, tais como Practice GuidesPulse of the Profession, é evidente que o gerenciamento de projetos possui interdependências com:

  • Estratégia Organizacional
  • Engenharia de Sistemas
  • Análise de Negócios
  • Práticas Ágeis

Inclusive, o novo padrão (The Standard for Business Analysis) e o atual Practice Guide for Business Analysis ficaram abertos para comentários até 28 de março de 2017 em pmi.org.

Existe um grupo envolvendo PMI – INCOSE – MIT, responsável pela publicação abaixo.

Outro aspecto interessante na 6a edição do Guia PMBOK® é o novo capítulo 3 sobre o Papel do Gerente de Projeto, reforçando o Triângulo de Talentos do PMI.

Resumo das Mudanças no Guia PMBOK® 6a Edição:

  • Capítulos 1, 2 e 3 foram reescritos, incluindo a fusão dos Cap. 1 e 2 para inclusão do novo Capítulo 3 sobre o Papel do Gerente de Projeto.
  • Cada área do conhecimento possui seções introdutórias:
    • – Conceitos-chave
    • – Tendências e práticas emergentes
    • – Considerações de adaptação (tailoring)
    • – Abordagens para Ambientes Ágeis, Iterativos e Adaptativos.

Ênfase cada vez maior em agilidade e adaptação.

  • Mudanças de Nome:
    • Gerenciamento de Tempo agora > Gerenciamento do Cronograma.
    • Gerenciamento de Recursos Humanos
    • Gerenciamento de Recursos.

Gerenciamento de recursos visto como algo mais amplo, assim como fazem os tradicionais software de gerenciamento de projetos.

  • Novos Processos:
    • Gerenciar o Conhecimento do Projeto (Cap. 4 – Integração)
    • Implementar Respostas aos Riscos (Cap. 11 – Riscos)
    • Controlar Recursos (Cap. 9 – Recursos)
  • Processos que mudaram de nome

  • Requisitos
    • O processo de coletar requisitos foi reforçado com as informações do Practice Guide for Business Analysis.
  • Valor Agregado
    • Foram incluídos conceitos da técnica “gerenciamento do cronograma agregado”, estendendo a abrangência da atual técnica de gerenciamento do valor agregado.
  • Alinhamento Estratégico e de Negócios
    • Caso de Negócios, Plano de Gerenciamento de Benefícios e medidas de sucesso do projeto foram ressaltados como documentos  que devem ser considerados na elaboração do plano de gerenciamento do projeto.